Lançamentos nacionais: CARU e Canto Cego, Stoned Hare, Yannick Hara, Djangos e Fernanda Pessoa

Conheça os novos materiais de grupos e artistas brasileiros!

Canto Cego
Crédito: divulgação
 

A cantora e compositora baiana CARU lançou em parceria com a banda Canto Cego uma regravação da emblemática canção “Tô Voltando”, composta por Maurício Tapajós e Paulo César Pinheiro em 1979.

A música, símbolo do Movimento pela Anistia e da luta democrática no Brasil, foi utilizada para receber os exilados políticos que retornavam ao país após anos isolados durante a ditadura.

“Em pleno 2021, vemos a nossa democracia sendo seriamente ameaçada por um governo que exalta os anos de ditadura e seus feitos cruéis e autoritários. Além disso, vivemos uma pandemia mundial que nos isolou do contato com os nossos, ressignificando a potência dos encontros e da troca de afetos. Com a proximidade de um novo processo eleitoral e a crescente resposta das ruas ao atual governo, surge a esperança de reafirmarmos as nossas raízes democráticas, ao mesmo tempo em que os avanços no combate à pandemia nos dão o vislumbre de um retorno ao convívio social e ao abraço dos amigos,” destacam eles.

Stoned Hare

Stoned Hare
foto: divulgação

A banda Stoned Hare divulgou nas plataformas de streaming a canção “Monsters”, que fará parte do álbum Illusions, com previsão de lançamento para 2022.

O lançamento chega acompanhado de uma versão instrumental da faixa, que retrata na letra a luta contra depressão e os monstros internos que afetam a saúde mental.

“O mais importante dessa canção é fazer com que quem esteja passando por essa situação não se sinta sozinho e consiga se libertar,” comenta o grupo.

Yannick Hara

Yannick Hara
foto: divulgação

O artista Yannick Hara se juntou ao beatmaker CrackPiece para lançar o EP Terra em Transe, Vol. 1: Brasilis, inspirado no clássico filme de mesmo nome do cineasta baiano Glauber Rocha.

O compacto apresenta quatro faixas que fazem alusão ao longa e trazem influências do boom bap dos anos 1990 e do rap.

Um dos maiores e mais renomados títulos do cinema brasileiro, Terra em Transe (1967)
fala sobre um país fictício da América Latina chamado Eldorado, palco de uma luta em busca do poder.

Djangos

Djangos
foto: Bruno Bastos

Os Djangos lançaram nas plataformas digitais a canção “Aeroporto Internacional”, segundo single do EP 100 Cortes Revisitado.

O compacto apresenta músicas compostas desde os anos 1990 mas que ainda não tinham ganhado sua versão de estúdio.

A banda carioca é formada por Marco Homobono (vocal e guitarra), João Aquino (bateria) e Lyle Diniz (baixo).

Fernanda Pessoa

Fernanda Pessoa
foto: divulgação

A cantora e compositora paraense Fernanda Pessoa estreou na carreira com o single “Agora te entendo, Belchior?”, que mistura o groove do indie pop com a poesia da MPB.

A música dialoga diretamente com a obra do cearense Belchior, autor dos sucessos “Como Nossos Pais” e “A Palo Seco”.

“A letra fala sobre o quanto a gente tolhe os nossos sonhos em prol do mercado de trabalho e do capitalismo, que obriga a gente a se colocar em última instância em relação a todo o resto. E o Belchior era o tipo de artista que instiga a gente a lutar pelos nossos sonhos em suas composições. Essa música é uma reflexão minha sobre esses sentimentos, e sobre como a arte pode nos ajudar a resistir,” revela Fernanda, que vai incluir a faixa em seu primeiro EP, com lançamento previsto para 2022.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.