O dia em que uma lendária banda Punk levou caos para a TV ao vivo dos EUA

...e foi banida por isso

FEAR no Saturday Night Live em 1981
Reprodução/YouTube
 

O ano era 1981 e, assim como nos dias de hoje, o Saturday Night Live era uma das atrações mais populares da TV dos EUA. Justamente no Halloween, o programa resolveu levar uma banda Punk e o grupo escalado foi ninguém menos que o FEAR, lendária banda do gênero.

Os caras, aliás, só foram parar lá por conta de John Belushi, um dos integrantes do elenco do SNL, que fez todo um trabalho de convencimento para seus chefes aceitarem os irreverentes músicos. Como era de se esperar, os figurões da indústria não saíram nada felizes com os Punks, que aproveitaram o espaço para criar o caos.

Na época, o FEAR era formado por Lee Ving (vocais/guitarra), Philo Cramer (guitarra), Spit Stix (bateria) e Derf Scratch (baixo) — curiosamente, este último foi substituído por Flea (Red Hot Chili Peppers) no ano seguinte. Mas, na performance, a banda levou alguns convidados como Ian MacKaye (Minor Threat, Fugazi) e a dupla Harley Flanagan John Joseph (Cro-Mags) para servirem como dançarinos.

Ao lado do próprio Belushi, que também participou da dança e serviu como instrumento de convencimento para que a presença destes fosse autorizada, o grupo tocou “Beef Bologna” e “New York’s Alright If You Like Saxophones” antes de ter seu show cortado logo quando começava a executar “Let’s Have a War”.

A programação foi para os comerciais e não voltou mais, deixando apenas os resquícios da caótica apresentação no palco: além de restos de abóbora espalhados pelo local, foram acumulados 20 mil dólares em danos a equipamentos como câmeras e um piano. A banda, é claro, acabou banida da atração e foi inclusive boicotada por diversas casas de shows do país.

Você pode relembrar (ou conhecer) esse momento sensacional pelo vídeo abaixo.

Fear no Saturday Night Live em 1981

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.