Justin Bieber é visto em evento de Kanye West ao lado de Marilyn Manson

A apresentação do Sunday Service aconteceu no último domingo (31) e ainda teve a presença de Roddy Ricch

Kanye West convida Justin Bieber e o polêmico Marilyn Manson para seu coral gospel; veja
Reprodução / Twitter
 

Kanye West voltou a se apresentar ao lado do seu grupo de coral gospel Sunday Service no último domingo (31) e convidou Justin Bieber e o polêmico Marilyn Manson para o culto.

Após ser duramente criticado pela presença de Manson tanto na audição do disco DONDA como em uma das faixas do seu novo trabalho, West parece não se importar em ser visto ao lado do músico que ao longo do ano vem sendo acusado de diversas agressões sexuais.

O mesmo parece ser verdade para Bieber e até para o também rapper Roddy Ricch, outro a aparecer na apresentação do Sunday Service. Por lá, os músicos e o coral estavam vestidos inteiramente de branco; Manson ainda estava usando uma máscara que deixava apenas seus olhos à mostra.

Além de cantarem músicas do álbum DONDA como “No Child Left Behind” e “Moon”, Bieber e Ricch apresentaram algumas de suas próprias canções (via CoS).

Confira alguns registros ao final da matéria.

Kanye West, Justin Bieber e Marilyn Manson

Como era de se esperar, a presença de Manson no culto incomodou muitos fãs de Ye (nome adotado legalmente por Kanye West no último mês) que não concordam com a visibilidade oferecida ao artista. Curiosamente, as críticas a Bieber têm sido poucas nas redes sociais.

Marilyn Manson estava enfrentando quatro processos de abuso sexual e está sendo acusado por mais de 15 mulheres de agressões sexuais. Recentemente, um dos processos foi indeferido pelo tribunal por falta de detalhes das alegações, como te contamos aqui.

As acusações contra o cantor tiveram início em Fevereiro deste ano após Evan Rachel Wood, atriz e ex-noiva de Manson, compartilhar fortes relatos sobre seu relacionamento abusivo com Manson e declarar que passou por uma “lavagem cerebral” e foi “manipulada para ser submissa”.

Em Julho, o músico entrou com uma ação judicial para rejeitar o processo movido por Esmé Bianco, atriz de Game of Thrones, e apontou que tanto a atriz como as outras acusações feitas por várias mulheres são parte de um “ataque coordenado”.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.