aila-amor-e-sacanagem
Foto: Reprodução / Videoclipe

E vamos para mais lançamentos!

Os tempos de pandemia não estão sendo fáceis, é verdade, todo cuidado é pouco e os artistas têm se reinventado em seus trabalhos… o mesmo acontece com os crushes, que migraram para as telas, como destaca a cantora paraense Aíla em seu novo videoclipe, “Amor e Sacanagem”, com participação de Luísa Nascim (Luísa e os Alquimistas).

A música traz a união quente entre Norte e Nordeste, representados pelas duas artistas, e foi composta por Aíla em parceria com Luiz Gabriel Lopes (Rosa Neon). “Amor e Sacanagem” faz parte da série de experimentações sonoras que resultarão no novo trabalho da artista, previsto para 2021.

Com diversas referências a cultura pop digital e tomado pelo clima de paquera, o vídeo abusa das cores e brinca com um flerte a distância, como exige o momento. Gravada todo em chroma key, a produção traz colagens digitais, desenhos e animações. A direção é assinada por Aíla ao lado de Roberta Carvalho e Matheus Almeida, nomes de destaque das artes visuais e audiovisual do Pará. Sobre a experiência, Aíla comenta:

Fizemos esse clipe todo durante a pandemia, na quarentena. Então precisávamos explorar algo que nos abrisse caminhos criativos no meio de tantas limitações, e logo veio a ideia do croma, que é incrível, e tem tudo a ver com a música pop. Essa estética nos abre muitas possibilidades de explorar cenários surreais, cores mil, encontros impossíveis, e tantas coisas mais.

Assista ao clipe de “Amor e Sacanagem” logo abaixo.

Daniel Tupy

daniel-tupy
Foto por Thomas Berti

O cantor e compositor paulistano Daniel Tupy, baixista da banda Marrakesh, está prestes a lançar o EP Bem, que marca sua estreia em trabalho solo. Recentemente, o músico divulgou o segundo single do trabalho, “Empty Side”.

O lançamento mostra uma faceta obscura, sombria e claustrofóbica do músico, que fala sobre seus momentos de tristeza profunda. Com influências de estilos como downtempo, trip hop e alternativo, a música abre espaço para as experimentações. Sintetizadores, vocal chops, modulação de sample e outras camadas sonoras dão estrutura e ambientação para a canção ganhar forma.

Produzida por Daniel Tupy, em parceria com Thomas Berti (Marrakesh) e Thiago Fernandes (ROSABEGE), “Empty Side” é a composição mais antiga do EP, além de ser a única em inglês. Em conversa com o TMDQA!, Daniel Tupy conta que foi natural incluí-la no registro, já que buscava diferentes “relatos pessoais dentro desse mini-universo do trabalho”.

Acho que foi um processo necessário revisitar ‘Empty Side’, existem músicas que precisam ser lançadas. (…) O meu trabalho solo veio de uma vontade minha de lançar músicas tratando de temas muito pessoais e desprovidas de cobrança estética externa, só fui fazendo o que sentia. E também, por estar na Marrakesh há um bom tempo, acabei me acostumando a compor em inglês, mas, nesse trabalho, queria também valorizar o português, sentia falta de me expressar na língua que eu penso. Então, em uma decisão que veio inconsciente, encontrei um equilíbrio entre composições nas duas línguas.

Bem chega às plataformas de streaming nesta sexta-feira, dia 09 de Outubro, pelo selo independente LogoLogo. Enquanto esperamos o EP, você pode curtir a faixa “Empty Side”!

Mandale Mecha

mandale-mecha-mc-versa
Foto por Renan Casarin

Trazendo uma forte conexão entre Brasil e Argentina, a banda catarinense Mandale Mecha vem ganhando destaque ao desenvolver suas próprias marcas e apagar as fronteiras entre diferentes gêneros. O grupo lançou recentemente o videoclipe do single “Rich”.

Cantada em inglês e português, a faixa balança entre texturas que vão desde a mais pesada onda eletrônica e industrial, mas com uma base lírica fervorosa de rap combativo. Parte desse encontro se deve à participação de MC Versa (Trama Feminina / Dissemina), um dos maiores expoentes do novo freestyling brasileiro.

A canção fecha os lançamentos que antecedem o aguardado álbum de estreia do projeto, Ficken und Kiffen. O trabalho foi gravado entre Dezembro de 2019 e Janeiro de 2020, com mixado e masterizado no estúdio Deep Leaks, e será lançado no dia 16 de Outubro através do selo espanhol RASO, nas plataformas digitais e também em vinil.

A seguir, você pode conferir o videoclipe do “Rich”, que conta com direção de Renan Casarin e edição de Gustavo Koshikumo (ATR / Deep Leaks / Aquamono), integrante da Mandale Mecha. A banda conta ainda com a vocalista argentina Michu Méndez (Petit Mort / Muñoz / Menage) e os brasileiros Chico Abreu (Skrotes / Los Desterros / Carolino) e Juliano Parreira (ATR / Deep Leaks / Aquamono).

~~~Newspaper > Ads > YOUR ARTICLE BOTTOM AD — PAINEL WORDPRESS~~~

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!