Banda Auri - Estúdio Mantra
Foto: Divulgação / Auri

Um dos lançamentos da vez vem da banda capixaba Auri e seu indie rock alternativo e sintetizado. O grupo lançou nas últimas semanas seu novo EP, Ao Vivo no Estúdio Mantra – Formemus 2020. O trabalho já está disponível em todas as plataformas de streaming e também, em vídeo, no YouTube.

A novidade nasceu de um showcase para a edição online do conceituado Formemus, evento de formação do mercado musical do Espírito Santo. O grupo reuniu os maiores destaques de sua trajetória e ofereceu toda sua intensidade em uma nova roupagem e com cara de show ao vivo! O formato é inédito para o quinteto e as gravações rolaram com todos os cuidados que a atual pandemia exige, como contou a tecladista Thaysa Pizzolato em conversa com o TMDQA!.

Esse material é especial por ser o nosso primeiro registro ao vivo nas plataformas digitais. Há muito tempo a gente queria gravar uma session ao vivo. Com a pandemia, a banda não se encontrava e não ensaiava há meses. Até recebermos o chamado do Formemus 2020, que foi totalmente online. Ficamos super felizes com a oportunidade, claro. Pensando na saúde de todos, tivemos que encontrar uma maneira de gravar com uma equipe bem reduzida e menos encontros.

Além de Thaysa (teclado e sintetizador), a Auri conta com Everton Radaell (voz e guitarra), Danilo Galdino (guitarra e backing vocal), Bernardo John (baixo e backing vocal) e Bruno Miranda (bateria). A banda vem se preparando para uma série de lançamentos onde promete explorar novas texturas sonoras, o primeiro será um EP com 3 faixas, mas os planos não param por aí! O próximo single da Auri também já está gravado e deve ser lançado entre o fim de 2020 e o começo de 2021, marcando a primeira vez que a banda assina a própria produção.

 

VelhoMoço

VelhoMoço
Foto por Yuri Corrêa

A banda carioca VelhoMoço lançou recentemente o single “Incoerência e Revolução”, com a participação especial de Bola, vocalista da Zimbra. A faixa traz uma profunda reflexão acerca de valores, esforços, desalentos e prioridades na vida cotidiana.

Com influência de nomes como Geraldo Vandré, Belchior e Raul Seixas, a canção remonta memórias dos tempos da música de resistência. Embebedada de esperança e fé, canta sobre a expectativa de dias que virão a partir de uma eminente rebeldia e revolução interna. Uma carta-convite a quem deseja vislumbrar dias melhores.

Em conversa com o TMDQA!, o vocalista e autor do single André Prueza conta que o contato com Bola se deu pelas redes sociais. Segundo o músico, a parceria foi essencial para agrega a mensagem e a beleza da música.

A gravação foi feita por ele em SP e, em menos de duas semanas, já nos havia enviado; com mais uma semana, já estávamos felizes da vida com a canção mixada e masterizada na mão. Pronta pra ser lançar. Ele foi super generoso conosco. E nós somos gratos por isso. Foi um baita prazer poder trabalhar com ele nesse trabalho tão especial pra gente.

“Incoerência e Revolução” abre os caminhos para o álbum de estreia da VelhoMoço, intitulado O Desconhecido. O lançamento está previsto para chegar agora em Outubro. Fique de olho!

Nobat

Nobat - Cárcere
Foto por JP / Dez8Um Estúdio

O cantor e compositor mineiro Nobat lançou recentemente seu novo single, “Cárcere”, que chegou acompanhado por um videoclipe e com a participação especial do cantor baiano Giovani Cidreira.

Ao trazer versos como “eu aqui trancado em meu apartamento, procurando tempo / busco o tempo pra voltar viver”, a música parece ter sua inspiração nos tempos de quarentena e de distanciamento social. No entanto, com ares de premonição, a composição foi feita há 12 anos, em parceria com o poeta Marcelo Diniz. Segundo Nobat, a música ficou engavetada por tantos anos por soar como uma declamação, distanciando do seu trabalho melódico.

Quando criamos essa música, nos referíamos à asfixia causada pela aceleração do tempo na vida contemporânea, o que causava uma espécie de clausura que tornaram os apartamentos em algo como grandes prisões verticais nos centros urbanos. No momento, ela nasce verbalizando sensações coletivas causadas pela pandemia.

Com produção de Barral Lima, a letra da canção brinca com os limites entre a palavra e a melodia, enquanto suas camadas sonoras colaboram para criar uma ambientação e identificação com o tempo de hoje. A participação de Giovani Cidreira também acentua essa conexão com a atualidade. A intervenção do artista foi completamente desenvolvida durante o distanciamento social e seus vocais gravados pelo WhatsApp!

Assista abaixo o clipe de “Cárcere”, dirigido por Tiago Tereza com roteiro assinado por Nobat. O single serve como uma faixa de transição para o próximo álbum do artista mineiro, previsto para 2021.

~~~Newspaper > Ads > YOUR ARTICLE BOTTOM AD — PAINEL WORDPRESS~~~

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!